1.8.12

1º (a)gosto

..."de manhã é que se começa o dia"...



iogurte natural com muesli extra e fatias de pêssego.........................sabor a verão!

13.1.12

morangueiro ( oh, my love! )

É hábito meu dizer que cá por casa só crescem catos.
Porque sim.
- Porque são autossuficientes! - costumo dizer.
Porque crescem sem que tenha lhes prestar grandes cuidados.
Porque se mantêm verdes todo o ano.
Porque não murcham imediatamente quando me esqueço de os regar, nem ficam com as folhas amarelas.
Porque picam quem os trata mal. Porque sim!

O Morangueiro, este novo habitante cá de casa, veio um bocadinho de surpresa, por altura do natal.
Uma oferta dos meus queridos amigos de marinhais. Chegou acompanhado de saquinhos de sementes de malagueta e de dois vasos com coentros e salsa (que entretanto já desapareceram em bom convivio com outros alimentos), e ficou à espera da sua sorte (pouca, pensei de inicio) no parapeito da janela da cozinha.

Ao fim de dois dias já estava a fazer caretas, apesar de não lhe faltar água, implorava por frio e sol.
Expulsei-o para a varanda e foi vê-lo a sorrir!
Fiquei tão entusiasmada que até lhe comprei uma floreira, mais terra adubada e implorei ao C. que lhe arranjasse mais dois amiguinhos (mais dois pés de morangueiro) para a coisa ficar mais composta e não se sentir sozinho.

Acho que o meu morangueiro gostou do carinho, pois já deixou os seus filhotes espreitar as gentes cá da casa.




12.1.12

no ateliê de Joana Vasconcelos


Incluido no Projeto Tardes d'Arte, a Raiz Editora proporcionou aos professores de EVT uma visita ao ateliê da artista plástica Joana Vasconcelos.
Para além de poder observar bem pertinho algumas das provas de artista, foi muito interessante contactar com todo o processo de conceção e materialização de algumas obras desta artista, bem como da divulgação, exposição e toda a logistica associada a estas criações.
Como bónus houve ainda oportunidade de espreitar a execução de algumas peças que irão ser apresentadas na exposição no Palácio e Jardins de Versailles, em Julho deste ano.
Adorei!







6.1.12

Dia de REIS

No dia em que Gaspar, Baltasar e Belchior ofereceram a Jesus as suas maiores riquezas, cumpriu-se cá por casa a tradição e comeu-se o bolo que representa simbólicamente as oferendas dos reis magos (ouro, incenso e mirra).
Por muito delicioso que estivesse (e estava, efetivamente), recordo sempre com saudade os bolos rei da minha infância, que incluiam a respetiva fava e brinde, bem escondidinhos no meio da massa, e que tornavam  este ritual ainda mais especial.
Pode ser que para o próximo ano me aventure a cozinhar esta iguaria e a recuperar esta saudosa tradição.


29.12.11

trifle de framboesa, kiwi e limão

constinua a inspiração com cores de natal....

























TRIFLE DE FRAMBOESA, KIWI e LIMÃO
(de baixo para cima, em camadas, para 2 taças)
. 2 a 3 bolachas esfareladas grosseiramente (a gosto)
. 2 iogurtes de limão ou iogurte natural com raspa de casca de limão
. 2 kiwi passado pelo processador (ou varinha mágica)
. framboesas q.b
. açucar mascavado para salpicar

1.12.11

cores de natal . doce de pimento

verde e vermelho ... impossível errar!
Este doce foi um bocadinho inventado, após ter esgotado o stock de todos os frascos comprados em Espanha e em França. A receita é simples: pimentos, açucar amarelo, malagueta e limão. Delicioso!

DOCE DE PIMENTO
. 500 gr de pimento vermelho
. 400 gr de açucar amarelo
. raspa de meio limão
. 1 malagueta (ou mais)
Passar todos os ingredientes pelo liquidificador e levar ao lume até atingir o ponto de estrada (aquele onde ao passar com a colher no fundo do tacho se vê o fundo, como uma "estrada"). Deixar arrefecer, consumir  até não poder mais, de preferência com queijinho.


21.4.11

pensamentos em dia

ver coisas bonitas adoça-me a alma e faz-me sentir muito melhor com a vida e ter esperança no futuro.
esforço-me por continuar motivada e inspirada, apesar de às vezes ser dificil.
a nossa cabeça é um poço
mas ao contrário de ser um lugar sem retorno, um lugar fundo, escuro, sem vida
é uma fonte de onde brota sempre água fresca

esta manhã inspirei.me aqui...

20.4.11

ainda bem que amanhã(s)...

o sol vai continuar a brilhar
o vento vai continuar a soprar
a chuva vai continuar a cair...

e a encher o coração de alegria!

8.4.11

1ª x em Fátima...



nesta terra de que só conhecia a placa da auto-estrada e as reportagens da tv sobre os pastorinhos, as peregrinações e o 13 de Maio.

Fiquei a saber um pouco mais...

1.4.11

Buraco das ideias II


video


... a minha primeira experiência com o movie maker....

31.3.11

Buraco das ideias

É deste buraquinho, sempre a magicar, que me sairam estas ideias a propósito de uma formação que estou a fazer...

5.12.10

Bem sei que ainda não é Natal...

mas já estava a apetecer...
Azevias de Batata Doce... deliciosas!
Fruto de uma insónia às cinco da manhã.

24.11.10

21.11.10

Escultura habitável


Escultura habitável, de Miguel Arruda, 2010.
Material: Cortiça.
Habitável no Jardim das Oliveiras no CCB, inserido na Trienal de Arquitectura de Lisboa.

13.11.10

Caminhada de São Martinho



Da Serra do Louro à Quinta de São Paulo...
Um dia delicioso, como as castanhas...